16 de fevereiro de 2013

A subjetividade da Arte

À soleira da janela fui apresentada a arte,
Estrelas brilhando e Lua iluminada.
À beira do mar senti o seu toque,
Onda quentinha cobrindo meus pés, fui acarinhada.
Nos lábios do meu amor saboreei da arte,
Mel docinho, sabor de carinho.
Do ventre que cresceu um pouco a cada dia,
Nasceu de mim a arte, ou em mim brotou.
No riso, com petisco, de lágrimas e ciscos,
Da vida e da morte, não há brevidade na arte.
E fez-se como em todo fim, ao repousar sob o caixão,
Continuando ainda assim, a bailar dentro do meu coração.

Vanessa Barbosa.


 A arte é deste modo, como a lua que ora parece estar sorrindo na sua fase minguante e ora explodindo em sua fase cheia. Como o mar profundo que esconde belezas inimagináveis.
Amor, carinho, fé, ousadia, felicidade, tristeza, espanto, dúvida, loucura, aspereza, fragilidade, dom, vida, são apenas algumas representações da habilidade.
Por ser tão liberta ou libertina, vai de interpretação, a arte é pura subjetividade. O que eu vejo, você não vê.
Cada par de olhos tem sua visão, cada mente sua lógica. A arte imita a vida, ou a vida imita a arte? Eu prefiro afirmar que o mundo é a verdadeira arte.

15 comentários:

  1. Viver é a verdadeira arte!
    Adorei o poema, mto sensível e revelador.
    Ah, eu amo arte, sou suspeita pra falar de algo tão singelo.

    Um bjo, adorei o post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Patita. Rsrsrs, vc bem que tem cara de artista mesmo :P hehehe de pessoa criativa e que vive inventando coisas.
      Beijinhos

      Excluir
  2. Também faço parte desse clube, clube daqueles que amam arte, acredito que sem a arte nada faria muito sentido. A arte tem o poder de tirar esse tom de cinza e branco desse nosso mundo vil.

    Muito bom o poema, isso é arte

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, sem a arte nada faria sentido, mas ao mesmo tempo me questiono, a arte precisa ter sentido?
      Rsrsrs, obrigada Marcos. Nós fazemos a arte, dia a dia.
      Beijos!

      Excluir
  3. Una Preciosidad de Poema lleno de Arte como su contenido.
    Abraços e beijos.

    ResponderExcluir
  4. Adorei seu poema. O mundo é arte pra cada lado que olhamos.

    Beijos
    Pâmela Rodrigues
    Blog: Liste & Realize
    Página no Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Pam! Nós somos uma arte, rsrs.
      Beijos flor

      Excluir
  5. Adorei o texto..forte e reflexivo. Abraços. Sandra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Sandra.
      Tenha um ótimo final de semana.

      Excluir
  6. Muito bom texto.

    A Arte não tem amarras, não tem limites, e se apresenta sempre diferente, dependendo de quem olha, quando olha...

    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faço minhas, as suas palavras. Censurar a arte seria como censurar nossos sentidos.
      Um beijo e seja muito bem vindo.

      Excluir
  7. Que bonito, Vanessa. Um poema que diz muita coisa. Afinal, como não amar a arte? bjssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo fato da arte estar em tudo, não há como não amá-la. Existe ao menos uma variancia que conquista nosso coração.
      Beijos querido.

      Excluir

Comente, você também faz parte deste blog. Divina Feminilidade agradece seu carinho.